Baixo Iguaçu

  • Sim
  • Sim
  • Sim

​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​Baixo Iguaçu gera energia sustentável para mais de um milhão de brasileiros​





• Mais energia limpa: usina tem capacidade instalada de 350 megawatts (MW) e a produção será injetada no Sistema Interligado Nacional

• Empreendimento sustentável: a vazão mínima da hidroelétrica, de 350 m³ por segundo, regularizará os níveis de água das Cataratas do Iguaçu 

Preservação ambiental: foi criada uma área destinada ao reflorestamento de espécies nativas, situada a 100 metros do reservatório, e um corredor de biodiversidade com o Parque Nacional do Iguaçu 

• Compromisso social: o empreendimento beneficiou 128 famílias da região, por meio de autoreassentamentos ou reassentamentos rurais 

​Maior reserva hidrológica do mundo, o Brasil passa a contar com um maior aproveitamento do recurso na produção de energia limpa. Concebida pelo Consórcio Empreendedor Baixo Iguaçu (CEBI), formado pela Neoenergia (empresa do Grupo Iberdrola) e Copel, a Usina Hidrelétrica de Baixo Iguaçu, no Sudoeste do Paraná, gerará energia para mais de um milhão de pessoas. O empreendimento tem capacidade instalada de 350 megawatts (MW) e a produção será injetada no Sistema Interligado Nacional (SIN), contribuindo com o aumento do potencial energético brasileiro. Além de gerar energia a partir de uma fonte renovável e com custo mais acessível, a central hidrelétrica também atuará de forma determinante na regularização das vazões para as Cataratas do Iguaçu, no Parque Nacional do Iguaçu, considerado Patrimônio Natural Mundial. 

​​​O espelho d’água possui uma área aproximada de 32 km² de superfície e abrange os municípios de Capanema, Capitão Leônidas Marques, Planalto, Realeza e Nova Prata do Iguaçu. A usina denominada fio d’água será responsável por alavancar a economia dessas cinco cidades por meio da arrecadação de impostos. Anualmente, serão arrecadados R$ 4 milhões pela utilização dos recursos hídricos e divididos proporcionalmente de acordo com a área ocupada pelo reservatório, conforme legislação federal. Ainda no processo de construção da usina, o Consórcio Baixo Iguaçu firmou convênio para implementar nos municípios ações de melhorias nas áreas de educação, saúde, segurança pública e lazer.  

A contribuição ambiental de Baixo Iguaçu​ vai além da regularização da vazão, uma das principais ações de preservação adotada pelo empreendimento foi o isolamento de uma Área de Proteção Permanente (100 metros a partir da cota do reservatório) para condução de atividades de reflorestamento de toda essa área. Nesse perímetro será construído um cordão de floresta nativa no entorno do reservatório e um corredor de biodiversidade com o Parque Nacional do Iguaçu. 

Outra importante iniciativa se trata do Programa de Resgate e Aproveitamento Científico da Fauna. Neste programa foi realizado o afugentamento e resgate da fauna terrestre (anfíbios, répteis, aves e mamíferos), fauna semiaquática (lontra e cágado-rajado), bem como da fauna de abelhas nas áreas de influência da Usina Hidrelétrica Baixo Iguaçu de forma a minimizar os impactos da supressão da vegetação e do reservatório. ​As áreas do reservatório abrangeram parcial ou integralmente 345 propriedades rurais situadas às margens do Rio Iguaçu. Como medida compensatória, os proprietários foram inseridos no programa fundiário do Consórcio Empreendedor Baixo Iguaçu. Além do processo legal de indenização, o empreendimento promoveu o reassentamento de 128 famílias da região. Desse total, 106 famílias de não proprietários de terras passaram pelo processo de autoreassentamento. As demais foram contempladas por meio de reassentamento rurais. Os novos proprietários, de maneira independente, passaram a contribuir mais efetivamente para o desenvolvimento local e de sua própria família. Os reassentados contam com casas de 70m², eletrificação, abastecimento de água, acesso e barracão de 96m². O programa estabelece ainda assistência técnica, social e ambiental. 

OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL ​

As ações socioeconômicas e ambientais desenvolvidas pelo Consórcio Empreendedor Baixo Iguaçu convergem para a estratégia empresarial da Iberdrola, comprometida com os Objetivos de Desenvolvimentos Sustentáveis (ODS). A usina hidrelétrica concentra especialmente esforços no fornecimento de energia acessível e não poluente (objetivo 7), ação climática (objetivo 13) e contribui diretamente para garantir água limpa e saneamento (objetivo 6), promovendo o respeito pela vida dos ecossistemas terrestres (objetivo 15). ​



Quero:

Informações Relacionadas

 Informações Relacionadas ‭[5]‬

 Informações Relacionadas ‭[2]‬

 Informações Relacionadas ‭[1]‬