Complexo Eólico da Paraíba

  • Sim
  • Sim
  • Sim

​​​​​

O Complexo Eólico da Paraíba é o primeiro complexo do sertão paraibano, marcando o pioneirismo da Neoenergia na região. Ao todo, são 18 parques, 3 dos quais já estão em operação — Canoas, Lagoa I e Lagoa II — e outros 15 que se encontram em diferentes fases de implantação.

Os parques Canoas, Lagoa I e Lagoa II têm, cada um, 15 aerogeradores com capacidade instalada de 31,5 MVA. Alocados nos municípios de São José do Sabugí, Santa Luzia e Junco do Seridó, os três parques começaram a ser construídos em 2014, com um investimento de 500 milhões de reais e entraram em operação nos meses de setembro e outubro de 2017.

Os 15 parques em processo de construção, que formarão o complexo Chafariz, possuem previsão regulatória de conclusão até 2023. Após a entrada em operação, o Complexo da Paraíba terá uma capacidade instalada de 565 MW, graças aos 181 aerogeradores que possuem as seguintes características:

  • 136 aerogeradores do modelo SG132, de 3,4 MW de potência unitária, um dos mais modernos e eficientes do mercado, com pás de 65 metros de comprimento.
  • 45 aerogeradores do modelo G114, de 2,1 MW de potência unitária.


A ampliação do Complexo Eólico da Paraíba fará do Brasil o país com maior potência eólica do Grupo Iberdrola na América Latina.​


 







Quero:

Informações Relacionadas