09/06/2019

Distribuidoras removem mais de 70 mil ligações irregulares de energia

    fiscalização; segurança; energia elétrica
  • Sim
  • Sim
  • Sim
​​​

​​​​As quatro distribuidoras da Neoenergia, Coelba (BA), Celpe (PE), Cosern (RN) e Elektro (SP/MS) vêm intensificando as ações de combate ao furto de energia elétrica em suas áreas de concessão. No primeiro quadrimestre de 2019, mais de 160 mil inspeções foram realizadas pelas equipes técnicas das empresas, sendo identificadas mais de 70 mil ligações clandestinas e irregularidades. A energia total recuperada seria suficiente, por exemplo, para abastecer simultaneamente os estados do Amapá, Roraima e Acre durante um mês. Entre janeiro e abril, 32 pessoas nos quatro estados foram presas em flagrante por furto de energia.

As operações de combate às irregularidades já fiscalizaram e autuaram estabelecimentos como academias de ginástica, casas de shows, mercadinhos, padarias e empreendimentos de grande porte, como fábricas e hotéis. A força tarefa também conta com o suporte da Polícia Civil em cada um dos estados, pois, após inspeção técnica e suspeita de fraude, as concessionárias protocolam denúncia junto à polícia para que os casos sejam investigados e as medidas judiciais cabíveis sejam tomadas. Constatada a irregularidade, a concessionária notifica o proprietário e realiza a cobrança pelo período fraudado, além disso, é aplicada uma multa, conforme determinação da Aneel.

As concessionárias da Neoenergia atuam ainda de forma educativa, divulgando os prejuízos do furto de energia que, além de colocar em risco a segurança de toda a comunidade, prejudica o fornecimento de energia e é crime previsto no artigo 155 do Código Penal, com pena que pode chegar a quatro anos de reclusão. Por isso a população deve denunciar, de forma anônima e gratuita, por meio dos sites das concessionárias ou pelos demais canais de relacionamento

​ 


Quero:

Informações Relacionadas