Dia dos Pais

  • Sim
  • Sim
  • Sim

​​​​​​​​​​​​​​​O Dia dos Pais é uma data celebrada em todo mundo. Aqui no Brasil, foi comemorada pela primeira vez em agosto de 1953 em homenagem a São Joaquim, avô de Jesus Cristo. Hoje, no segundo domingo de agosto, as famílias se reúnem para homenagear e agradecer aos pais toda a companhia, suporte e carinho recebido ao longo de nossas vidas.


Nesse clima de amor, nós da Neoenergia decidimos conversar com alguns de nossos colaboradores sobre como é exercer um dos papéis mais gratificantes da vida: Ser Pai.​


​Norberto Vieira


Uma mistura de sentimentos invadiu Norberto Vieira, analista de Sistemas na Elektro​, ao receber a notícia que iria ser pai de uma menina, Luiza (hoje com 7 anos). Recém-casado, ele conta que foi um susto, mas uma felicidade inexplicável.

Foram quase 30 horas de trabalho de parto. Quando Luiza estava com um ano e meio, eles descobriram que tinha mais um bebê a caminho, Olívia (hoje com 6 anos). Ao longo do tempo, perceberam diferenças no desenvolvimento da caçula. Quando Olívia estava com 2 anos eles procuraram ajuda médica e foi diagnosticado o autismo. “Aceitamos o diagnóstico desde o início, mas senti medo, além da falta de informação, não conhecia ninguém que estivesse passando pela mesma situação".



Hoje, divorciado, e com a guarda das meninas, sua jornada diária é longa.  “A paternidade me fez ser outra pessoa e trouxe mais maturidade. Saber que elas dependem de mim para tudo e que sou a família delas é uma responsabilidade gigantesca". 






​Evandro Brasil


Antes de seu casamento, o analista de saúde ocupacional do Departamento de Saúde e Segurança da Cosern, Evandro Brasil, recebeu alguns exames que afirmavam que ele não poderia ser pai. Mesmo assim, sua fé o manteve perseverante.


Ser pai, segundo ele, foi uma graça de Deus em sua vida. Com nove meses de casado, foi pai de Chiara. O segundo filho, Guido, veio aos dois anos de casamento.​

Para Evandro não é possível escolher apenas um momento especial com seus filhos, pois todo o desenvolvimento deles é excepcional para ele. A experiência da primeira fruta, da primeira papinha, o primeiro banho de mar.  "Ver o sorriso deles nessas primeiras etapas da vida é o que me deixa mais satisfeito como pai".

Para aqueles que vão entrar neste universo pela primeira vez, Evandro aconselha “que aproveitem cada momento ao lado do seu filho e de sua família, pois, pra mim, isso é o mais emocionante em ser pai, estar ao lado deles nessas primeiras fases de suas vidas", finaliza.





Leonardo Andreoni 



Leonardo é pai da Lara, que tem 5 anos e da Lis de 10 meses. Ele está junto com sua esposa desde a adolescência e ter filhos sempre foi um de seus grandes sonhos. Para ele, ser pai é a maior experiência que um ser humano pode viver.

                   ​​


Descobrir que seria pai pela primeira vez, foi uma das maiores emoções de sua vida: um misto de alegria, insegurança e senso de responsabilidade por essa nova vida que estava por vir. "O medo é inevitável", diz. Mas para ele, quando nasce um filho, nasce também um pai. E no momento mágico que recebeu Lara em seus braços, sentiu que estava pronto para tudo! 




Sempre buscando ser um bom exemplo de pai, Leonardo transmite os bons momentos e os valiosos ensinamentos que recebeu de seu pai, que foi o seu maior exemplo. Hoje, o único desejo do gestor Jurídico de Renováveis da Neoenergia ​é que suas filhas sejam felizes, e que sua ligação e cumplicidade com a Lara e a Lis seja cada vez mais forte.





André Tavares

André Tavares trabalha na Celpe​ há nove anos e recentemente se tornou pai. Ele tem dois filhos, Samuel, de 11 anos, e Sarah, de 6 anos. A história da família de André começou em julho de 2018, quando ele e sua esposa, Juliana, entraram no projeto de apadrinhamento Anjo da Guarda. Foi quando conheceram as pessoas que mudariam para sempre a vida deles, seus filhos.

Nos finais de semana o casal levava os afilhados, que em seus corações já eram filhos desde o primeiro dia, para passear. O momento da despedida era sempre o mais difícil.  

Em outubro André e sua esposa receberam a proposta para a adoção de Samuel e Sarah. E esse momento foi a realização de dois grandes sonhos, o do casal de ser pais e de Samuel e Sarah, que queriam ser filhos.  ​​“No dia 26 de outubro nós fomos pegar eles e demos a notícia de que eles não iriam mais voltar para o abrigo, mas iriam passar a viver para sempre com a gente, em família. Levar eles para casa com quarto, com brinquedos, com as roupas deles, tudo isso marcou demais a minha vida."

André teve a certeza, nesse último ano, daquilo que todos nós que ainda não tivemos o privilégio de ser pai imaginamos: amar uma criança é uma oportunidade de se conectar com o mais puro amor.







Eder Ferreira

“Eu acho que o amor de um filho é algo que todo mundo devia um dia experimentar”. Essa afirmação de Eder Ferreira, colaborador da Neoenergia na Bahia, é fruto da intensa experiência de pai que exerce há pouco mais de quatro anos. 

O nascimento do seu primeiro filho, o Bernardo, está entre um dos momentos mais marcantes de sua vida. Mas, além disso, tem mostrado ao papai Eder, que o amor por um filho transcende qualquer barreira. O embargo na voz ao lembrar a emoção de escutar o primeiro “Eu te amo” do filho autista, é o mais sincero exemplo de dedicação e companheirismo de um pai, que mesmo com a intensa rotina de trabalho faz questão de dividir com o filho os grandes e pequenos momentos da vida. 

A paternidade mudou a vida Eder Ferreira, e esse é mais um bom exemplo de uma relação de muito amor entre pai e filho.​​​​





Quero:

Informações Relacionadas