Histórias de Empreendedores Sociais

  • Sim
  • Sim
  • Sim

​​​​​​​​​​​​A menina que enxergava problemas e que não deseja parar de impactar vidas​​






Sabe aquela pessoa que tem muita experiência, conhecimento, um lugar de destaque na sua profissão e ainda assim tem sede de aprender, trabalhar em rede e trocar saberes (ela acredita que "Quem detém a informação, tem que disponibilizar")? Essa é Ivanna da Silva no auge dos seus 53 anos. Jornalista, produtora cultural executiva, gestora pública e especialista em Gestão Cultural, ela acumula 33 anos de vida profissional e no seu currículo tem nomes e projetos de peso: Carlinhos Brown, Gilberto Gil, a Escola Pracatum, o projeto social Tá Rebocado, o espaço cultural Guetho Square, o estúdio Ilha dos Sapos, a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, o Pelourinho Cultural, a Fundação Ondazul, o Camarote Expresso 2222. E mais do que isso: Ivanna vem colaborando para a projeção da Bahia no mundo por meio de festivais, projetos e eventos diversos.


Tudo começou quando ela, ainda adolescente, se atentou aos problemas sociais que afetavam Candeal, que, naquela época, mal aparecia no mapa de Salvador. Sim, os problemas foram os grandes incentivadores de Ivanna. Desde aquele tempo, ela acreditava que conseguiria resolvê-los. Ela só não contava que eles continuariam existindo e que surgiriam novos problemas. O que fazer? Conexões para solucioná-los, afinal, "o empreendedorismo vem quando você encontra um problema". E foi isso que aconteceu. Os problemas, então, tornaram-se desafios. 


Ivanna se inspira muito em Gil, que, aos 77 anos, continua ativo e preocupado com as causas que levantou. Arte, cultura e social movem essa mulher que descobriu o empreendedorismo e incentiva outros a empreender, fazendo parte também da banca de empreendedorismo da Universidade Salvador (Unifacs).


A produtora executiva deseja uma vida mais agradável para todos, mais segurança para as crianças, ainda mais reconhecimento e cuidado com o Candeal, bairro pulsante da capital baiana, que é uma verdadeira célula do mundo e que transpira musicalidade, arte em todos os cantos e amor à comunidade. 


Só que a sua motivação vai mais além. Ivanna conta que tem uma filha de 17 anos e que precisa dar bons exemplos. Impactar vidas com projetos potentes e resultados mensuráveis também faz com que os olhos da produtora brilhem. E é isso que ela quer continuar fazendo: transformar a sociedade para construir um futuro melhor para sua filha e para as próximas gerações. ​


Confira aqui outras histórias da quarta temporada da série #RetratosNeoenergia:​


​​






Quero:

Informações Relacionadas