Novembro Azul e a prevenção contra o Câncer de Próstata

    compromisso social
  • Sim
  • Sim
  • Sim

Movimento, chamado Novembro Azul, foi criado para alertar os homens sobre a necessidade de se prevenir contra o câncer de próstata.

foto de um homem exibindo as mãos com o ícone que representa a campanha novembro azulA chegada do mês de novembro sempre chama atenção pelo uso da cor azul por diversos órgãos públicos e privados, como parte de uma iniciativa nacional para prevenir o câncer de próstata. O movimento, chamado de Novembro Azul, foi criado com os mesmos objetivos do Outubro Rosa, que alerta mulheres sobre o câncer de mama. O câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma), segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA). A próstata é uma glândula que só o homem possui e que se localiza na parte baixa do abdômen.

A campanha de conscientização é importante porque um dos maiores vilões relacionados ao câncer de próstata é o preconceito. Isso porque a forma mais comum e segura para se detectar a doença é através do exame de toque retal, que permite que o médico avalie se há nódulos ou tecidos endurecidos na região que indiquem a presença de tumores. Assim, um grande número de homens evita o exame, fazendo com que a doença seja diagnosticada de forma tardia.  Uma pesquisa desenvolvida pelo Datafolha, encomendada pelo Instituto Lado a Lado pela Vida, apontou que apenas 19% dos homens entre 18 e 70 anos já fizeram o exame de toque pelo menos uma vez. O índice sobe para 56% quando se trata de homens com mais de 50 anos.

O que é e como surgiu o Novembro Azul

Segundo o Ministério da Saúde, em 2011, o Instituto Lado a Lado pela Vida iniciou a campanha 'Novembro Azul' com o objetivo de alertar para a importância do diagnóstico precoce do câncer de próstata, o mais frequente entre os homens brasileiros depois do câncer de pele. De acordo com o INCA, no Brasil são quase 70 mil novos diagnósticos da doença e 15 mil mortes por ano em decorrência da doença.

Através das discussões sobre o tema, o Ministério da Saúde e o Instituto Nacional de Câncer começaram a divulgar ações importantes e a data transformou-se no maior movimento nacional em favor da saúde masculina.

Como identificar o Câncer de Próstata

foto de médico e um paciente se consultando sobre o cancer de próstataA próstata é uma glândula do sistema reprodutor masculino, que pesa cerca de 20 gramas e se assemelha a uma castanha. Localiza-se abaixo da bexiga e sua função é produzir e armazenar o líquido prostático que, junto com o líquido seminal produzido pelas vesículas seminais e os espermatozoides produzidos nos testículos, forma o sêmen.

O câncer surge quando há uma multiplicação descontrolada das células da próstata, dando origem a um tumor maligno. Essas células crescem de maneira tão descontrolada que começam a invadir outras regiões da glândula. Em casos mais avançados, as células cancerosas da próstata podem viajar pelo corpo e se instalar em outros órgãos, formando novos tumores conhecidos como metástases.

Geralmente, o diagnóstico é maior entre os homens com mais de 45 anos e que tenham fatores de risco como histórico familiar de câncer de próstata (pai, irmão e tio), obesidade e raça, já que homens negros sofrem maior incidência deste tipo de câncer. A partir dos 50 anos, a chance de desenvolver a doença acomete qualquer homem, independentemente de fatores de risco.

Segundo o Ministério da Saúde, os homens em geral têm que realizar exames de rotinas, que são capazes de identificar o câncer de próstata em estágio inicial e aumentar as chances de cura do paciente. Mesmo na ausência de sintomas, homens a partir dos 45 anos com fatores de risco, ou com 50 anos e sem estes fatores, devem ir ao urologista para conversar sobre o exame de toque retal, que permite ao médico avaliar alterações da glândula e sobre o exame de sangue PSA.clip-art com informações sobre o que aumenta o risco do câncer de próstata

Prevenção do Câncer de Próstata

Segundo informações do INCA, geralmente na fase inicial, o câncer de próstata não apresenta sintomas e quando alguns sinais começam a aparecer, cerca de 95% dos tumores já estão em fase avançada, dificultando a cura. A única forma segura de cura do câncer de próstata é com o diagnóstico precoce.

Os dados do INCA apontam que cerca de 20% dos pacientes com câncer de próstata são diagnosticados somente pela alteração no toque retal, reforçando sua importância para o diagnóstico e o tratamento precoces. Entre outras medidas preventivas estão a dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos, cereais integrais, a redução no consumo de gordura e a realização de no mínimo 30 minutos diários de atividade física, mantendo o peso adequado à altura e identificar e tratar adequadamente hipertensão, diabetes e problemas de colesterol. Diminuir o consumo de álcool e não fumar são medidas fundamentais para se manter uma boa saúde.

clip-art com ilustrações sobre sinais e sintomas do câncer de próstata

Como tratar o Câncer de Próstata

O câncer de próstata é dividido em quatro estágios, sendo o primeiro considerado de fase inicial, com excelentes opções de tratamentos, e o último apontado como a forma mais grave da doença. A remoção do órgão através de cirurgia é indicada para a maioria dos casos, segundo informações do INCA.

A cirurgia sempre é acompanhada de outros procedimentos e terapias, dependendo do estágio do tumor. É comum que a cirurgia venha acompanhada de sessões de radioterapia externa e/ou interna entre os pacientes com estágio entre as fases um e três. A observação ativa também é aplicada nos estágios iniciais para homens mais velhos (acima de 75 anos) ou com outros problemas graves de saúde. Nesses casos, a melhor opção pode ser não realizar nenhum tratamento imediato, em caso de câncer de próstata de baixa agressividade, poupando os pacientes de efeitos colaterais.

A terapia hormonal, a quimioterapia e o tratamento para metástases ósseas também são procedimentos que podem ser adotados durante o tratamento, dependendo da avaliação médica.

 ShP - Certificado Verde