02/06/2019

Neoenergia divulga medidas de prevenção para diminuir a poluição do ar

    compromisso social;mudança climática; meio ambiente
  • Sim
  • Sim
  • Sim

​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​

Criada em 27 de maio de 1981, a Semana do Meio Ambiente tem início oficial no dia 1º de junho e segue até o dia 5 do mesmo mês, quando se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente – data global de ações em prol do meio ambiente.


A cada ano, a ONU (Organizações das Nações Unidas) propõe um tema específico para o Dia Mundial do Meio Ambiente, baseando-se nas preocupações mais urgentes para o planeta. O tema de 2019 é poluição do ar. Segundo dados da ONU Meio Ambiente, em todo o mundo, 92% das pessoas não respiram ar limpo. A poluição do ar também tem um custo para a economia global de 5 trilhões de dólares por ano.


Esse cenário é motivado por um modelo econômico baseado na exploração não-consciente de recursos ambientais, que são utilizados até o seu limite físico. A alternativa sustentável para essa realidade é a implementação de uma economia circular, que visa a preservação do capital natural.


Os princípios da economia circular são:


- Eliminar resíduos e poluição na base da produção;

- Manter produtos finais e matéria-prima em ciclos de uso;

- Regenerar sistemas naturais.

O estabelecimento ​desse modelo ocorre em dois ciclos: o biol​ógico e o técnico. O ciclo biológico está na base do consumo e é responsável por recapacitar as matérias-primas utilizadas nas produções de empresas, proporcionando que elas voltem a se integrar ao meio-ambiente após sua utilização. O ciclo técnico, por sua vez, reserva-se para a restauração dos produtos já utilizados, através da reutilização, reparação e reciclagem.



ciclo-biologico-1.png 

Essa também uma preocupação do Grupo Iberdrola​, do qual fazemos parte. Por aqui, investimos cada vez mais no processo de descarbonização do meio-ambiente e na geração de energia por fontes limpas e renováveis, como a eólica e a hidráulica. Como apoiadores dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, assumimos o compromisso com a preservação dos ecossistemas e recursos naturais e no combate às Mudanças Climáticas – comportamento que incentivamos dentro e fora das empresas do grupo.


Preservar o meio ambiente e contribuir com um modelo econômico circular é um dever a ser assumido por cada um de nós. Por isso, fique ligado nas nossas redes sociais e conheça, ao longo dessa semana, alguns #hábitosdofuturo que você pode aderir para fazer parte desse movimento!​


CONSUMIR ALIMENTOS ORGÂNICOS​


A agricultura comercial é uma das maiores responsáveis pelo desmatamento ilegal no mundo, cenário que acarreta em um aumento da concentração de carbono na atmosfera. Além disso, auxilia também na formação de gases poluentes como o Ozônio e a Amônia.

A produção local de alimentos orgânicos são iniciativas em menor escala que não causam impacto ao meio ambiente e que, muitas vezes, asseguram uma alimentação mais saudável. Com essa opção sustentável, você estará não só ajudando comerciantes menores, mas também contribuindo para a saúde do seu corpo.​ 


REDUÇÃO DO LIXO​​






O Brasil é o 4º maior produtor de lixo plástico do mundo, segundo dados da WWF (World Wide Fund for Nature), com uma produção de 11,3 milhões de toneladas por ano. O país também é um dos que apresenta menor porcentagem de reciclagem, com apenas 1, 28% de lixo reciclado.




Para mudarmos esse cenário, precisamos investir no consumo inteligente, optando por produtos que tenham menos descartes, e adotando práticas de reparo, reutilização e reciclagem. Dessa forma, otimizamos nosso prazo de aproveitamento do que consumimos e causamos menos impacto ambiental. ​

UTILIZAR TRANSPORTE ALTERNATIVO​​





​​

​Carros movidos à gasolina liberam, em média, aproximadamente 120g de dióxido de carbono (CO2) por quilômetro percorrido, além de produzirem também metano (MH4) e dióxido nitroso (N2O). A liberação desses gases não só são prejudiciais à saúde das pessoas, como também causam mal ao planeta, potencializando o aquecimento global. 

Optar pelo transporte alternativo, por outro lado, pode ser uma escolha tanto no aspecto ambiental quanto no social e econômico. O transporte público, a bicicleta e a carona solidária são maneiras diferentes de se locomover pelo espaço urbano, que farão bem a você e ao planeta.​​



Quero:

Informações Relacionadas