15/03/2021

Neoenergia reforça importância da luta contra as mudanças climáticas

    sustentabilidade
  • Sim
  • Sim
  • Sim

​​No Dia Nacional da Conscientização sobre as Mudanças Climáticas, companhia destaca ações realizadas e necessidade do olhar de todos para o futuro 

parque-eolico-mel-iParque Eólico Mel II – Rio Grande do Norte 

  

No dia Nacional da Conscientização sobre as Mudanças Climáticas, celebrado hoje (16), a Neoenergia reitera a importância do tema para novos hábitos e o comprometimento da humanidade com a preservação do meio ambiente. A companhia participa ativamente com atitudes e ações que visam diminuir os impactos ambientais, a exemplo do investimento em energias renováveis, livres da emissão de carbono, da troca de veículos movidos a combustão por automóveis elétricos em sua frota, e com redes elétricas inteligentes que contribuem para o consumo eficiente. 

Em sua estratégia, prioriza um modelo energético que visa o bem-estar das pessoas e a preservação do planeta, integrando a visão de longo prazo da companhia de almejar um futuro melhor, sem comprometer os resultados presentes, rumo à descarbonização do seu portfólio. 

“Cada vez mais enxergamos a relevância do assunto para nossa pauta diária e a preocupação em desempenhar novas práticas precisa ser de todos. Acreditamos no papel fundamental que o setor elétrico tem nesse caminho para o desenvolvimento sustentável e, por isso, buscamos estar sempre à frente de iniciativas em prol do meio ambiente, protagonizando mudanças significativas”, destaca Francisco Carvalho, superintendente de Inovação e Sustentabilidade da Neoenergia. 

A economia brasileira passou por diversas transformações nos últimos anos. Uma mudança positiva foi o crescimento da energia eólica no país. A Neoenergia foi pioneira na transição energética nacional, iniciando a operação do seu primeiro complexo eólico há 14 anos. Atualmente, com 17 parques em funcionamento, 27 em construção e novos projetos no radar, a companhia vai triplicar a capacidade instalada dessa fonte limpa até 2022, alcançando 1,6 GW. O fornecimento de energias renováveis é o core business da companhia, alinhada à estratégia global da Iberdrola, seu acionista controlador, que é líder no modelo energético sustentável. 

A companhia investe ainda na melhoria e ampliação de redes. Em 2020, foram investidos R$ 3,3 bilhões em redes de distribuição, s​​endo R$ 2,072 bilhões para expansão de ativos, o que se reflete na boa qualidade dos serviços, e R$ 1,9 bilhão em transmissão, em especial para projetos em implantação. Junto aos clientes do interior do estado de São Paulo, desenvolve projeto inovador e premiado, o Energia do Futuro, com a instalação de medidores inteligentes e que apoiam a tomada de decisão eficiente e sustentável do uso de energia, pelo consumidor final. 

“No momento, 86,8% da nossa energia gerada é de fontes renováveis, com destaque para hidráulica e eólica. Em 2022, esse percentual deve ultrapassar 90%, com a conclusão dos projetos em desenvolvimento no Nordeste, e esse número será superior à matriz elétrica brasileira que está entre as mais renováveis do mundo”, conclui. 

Além dos parques em construção, a empresa adquiriu projetos pipeline de geração eólica na Bahia, com potencial a ser instalado de 400 MW e anunciou, ao final do ano passado, a sua entrada na geração fotovoltaica centralizada, com a construção da Usina Solar Luzia, também na Paraíba, que tem potência de 149,3 MWdc e previsão de iniciar a operação em 2022.   

Como parte de sua estratégia, a empresa ingressou em dois índices relevantes do mercado financeiro: a 16ª carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) B3 – Brasil, Bolsa, Balcão, e a 11ª carteira do Índice Carbono Eficiente (ICO2 B3). 

Os negócios da Neoenergia pautados na descarbonização, descentralização e digitalização estão em consonância com os compromissos do Grupo Iberdrola em atender as políticas de meio ambiente e contra as mudanças climáticas, com a meta de neutralizar as emissões de carbono em 2050. Para isso, a empresa tem em curso projeto de precificação interna de carbono, com parceria do Centro de Estudos em Sustentabilidade da Fundação Getúlio Vargas (FGVces), orientando a tomada de decisão da companhia rumo à redução das emissões. 



A Neoenergia e a Iberdrola estão pactuados com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) estabelecidos pelas Nações Unidas na Agenda 2030, prioritariamente ao acesso à energia limpa e o combate às mudanças climáticas. A Neoenergia promoveu ainda um evento virtual com os seus colaboradores, trazendo duas representantes do Engajamundo e do Youth Climate Leaders, organizações formadas por jovens lideranças climáticas. O objetivo é divulgar formas de aprender mais sobre como seguir com ações conscientes, em prol de um futuro sustentável para as gerações presente e as que ainda estão por vir. ​

A data de Conscientização sobre as Mudanças Climáticas foi estabelecida por lei em 2011, com o objetivo de viabilizar debates e mobilizações em torno de alternativas mais sustentáveis para os mais diversos setores. Neste mesmo dia, no ano de 1997, foi aberto o processo de reconhecimento ao Protocolo de Kyoto, tratado internacional articulado para levar países a reduzir suas emissões de gases do efeito estufa, especialmente CO2.​



Quero:

Informações Relacionadas