Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
​Confira dicas de economia para reduzir os efeitos da bandeira vermelha nas contas de julho​

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou que a bandeira tarifária para o mês de julho permanecerá vermelha (patamar 2) com custo de R$ 5 a cada 100 kWh (quilowatts-hora) consumidos. A Aneel explicou que a sinalização deve-se à manutenção das condições hidrológicas desfavoráveis e à tendência de redução no nível de armazenamento dos principais reservatórios do Sistema Interligado Nacional (SIN).

Julho é também o período de permanência das crianças em casa por causa das férias escolares – o que demanda mais eletrodomésticos ligados e um possível consumo maior de energia. Para ajudar a consumir energia de forma consciente e contribuir para redução do valor da conta de energia no final do mês, as quatro distribuidoras do Grupo Neoenergia (Coelba, Celpe, Cosern e Elektro) estão orientando seus clientes com uma série de dicas de economia. Veja as mais importantes:

·         Estabeleça horários para uso de eletroeletrônicos: Controlar o uso exagerado de eletroeletrônicos como televisão, videogames e computadores é um dos principais desafios encontrados pelos adultos durante o período. Estabelecer limites de horários para a utilização dos equipamentos e estimular a realização de atividades físicas, além de fazer bem para a saúde da criançada, traz benefícios para o bolso dos pais ou responsáveis. Do mesmo modo, leituras em dispositivos eletrônicos podem ser substituídas pelos tradicionais livros, revistas e jornais.

·         Controle o uso do ar-condicionado: No mês de férias, é natural esticar o sono e dormir até mais tarde. Por isso, é preciso ficar atento ao uso prolongado do ar-condicionado. A utilização do timer (temporizador) para evitar o funcionamento desnecessário do condicionador de ar ajuda na economia. Já que julho, em geral, apresenta dias menos quentes, a orientação é ajustar a temperatura do equipamento para 23°C e intercalar com ventiladores. É importante promover com regularidade a manutenção e a limpeza desses equipamentos. Além de higiênica, a medida contribui para um desempenho mais econômico, já que a sujeira acumulada no filtro dificulta a troca de calor e a passagem do ar, exigindo mais potência e, consequentemente, maior consumo de energia.

·         Atente para o uso dos equipamentos da cozinha e área de serviço: Os cuidados para evitar o desperdício de energia devem se estender até a cozinha. A presença de crianças em casa, geralmente, aumenta o abre-e-fecha da geladeira e do uso de aparelhos como micro-ondas. Nesses casos, o ideal é que os equipamentos sejam sempre manuseados por adultos e, de preferência, de forma moderada. A quantidade de roupas sujas pode aumentar no período. Por isso, é importante ficar atento e utilizar a máquina de lavar na capacidade máxima estabelecida pelo fabricante, reduzindo o número de vezes em que o equipamento é ligado. O ferro de passar também deve ser utilizado com inteligência. Quando estiver esquentando ou esfriando é o momento ideal para passar as roupas mais leves.

·         Evite aparelhos e lâmpadas ligados ininterruptamente: Nos demais ambientes, a recomendação é desligar as luzes e aparelhos que não estiverem sendo utilizados. Duas TVs ligadas em uma mesma programação é energia que está sendo desperdiçada. Já na hora do banho, embora o período seja de “inverno”, a dica é colocar a chave sempre no modo verão. Nessa posição, a água vai esquentar sem gastar tanta energia.

·         Dê preferência a equipamentos eficientes: Para obter um consumo racional de energia e assegurar contas livres de inconvenientes, a Neoenergia aconselha o consumidor a ter atenção no momento da compra de eletrodomésticos. É importante optar por produtos que apresentam o Selo Procel – que indica os aparelhos mais eficientes e que consomem menos energia.​

​​