Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
 
                                           
PRÊMIO DE MELHOR EMPRESA DE ENERGIA LIMPA
 
 
Grupo alcança R$ 2 bilhões investidos em energia renovável (hidrelétrica, eólica e solar) e 200 mil geladeiras doadas a famílias de baixa renda
 
O Grupo Neoenergia recebeu o Prêmio de Melhor Empresa de Energia Limpa da América do Sul em 2012, eleito pela ONU o Ano Internacional da Energia Sustentável para Todos. A premiação é concedida anualmente pela revista britânica The New Economy às melhores companhias e executivos dos setores de Tecnologias Limpas e Novas Fontes de Energia de cinco regiões globais.
 
As empresas que concorrem ao prêmio são indicadas pelos leitores da revista, que elegem os melhores casos apresentados pela publicação. Um corpo de jurados, formado por jornalistas, executivos e acadêmicos, define os vencedores com base em critérios como: liderança de mercado e desempenho; estratégia e resultados; geração de energia renovável; boas práticas de responsabilidade social; nível de transparência e governança corporativa; estratégia de comunicação; inovação; pesquisa e desenvolvimento; integração de produtos ou serviços; eficiência energética e gestão de riscos.
 
'A Neoenergia tem apresentado contínuo sucesso com energias limpas e renováveis e caminha para se tornar uma líder nesta área no Brasil - estabelecendo um padrão para o resto do continente Com operações estratégicas destinadas a reduzir os impactos sócio-econômicos comumente associados à produção de energia, a empresa tem contribuído muito para diminuir as emissões de gases de efeito estufa no país. Os jurados ficaram particularmente impressionados com a introdução da primeira usina de geração solar fotovoltaica da América Latina (em estádio de futebol) e com iniciativas como o Programa Nova Geladeira, que colocam a Neoenergia à frente de outras empresas brasileiras do setor', afirma Jan Speigel, editor da revista The New Economy.
 
Projetos inovadores
 
Presente em 12 estados brasileiros e com investimentos acumulados de R$ 20,4 bilhões desde sua fundação, em 1997, o Grupo Neoenergia já destinou cerca de R$ 2 bilhões a projetos de geração de energias limpas e renováveis, como hídrica e eólica, além do desenvolvimento de outras fontes. Até 2019, os empreendimentos da companhia serão responsáveis pela geração de 2,5% da energia do Brasil, tornando a Neoenergia um dos maiores grupos privados do país em geração de energia elétrica de fonte renovável.
 
Um desses empreendimentos é a Usina Hidrelétrica Dardanelos (MT), inaugurada em 2011 e que gera energia sem necessitar de reservatório e preservando o patrimônio natural da região. Em Fernando de Noronha, a Neoenergia, em parceria com a Aeronáutica, está instalando uma usina de geração solar que contribuirá para a redução do consumo de 175 mil litros de biodiesel-B5, utilizado hoje na geração de energia da ilha.
 
A mesma tecnologia de geração de energia fotovoltaica utilizada no pioneiro Estádio Solar de Pituaçu, inaugurado em abril deste ano em Salvador, também será adotada na Arena Pernambuco, um dos 14 estádios-sede dos jogos da Copa do Mundo de Futebol em 2014, em parceria com a Odebrecht Energia. O projeto completo, no valor de R$ 24,5 milhões, também envolve a construção de um laboratório de certificação de placas solares e o desenvolvimento de transformadores eletrônicos.
 
PCHs e fontes complementares
 
O Grupo Neoenergia participa da implantação e operação de 10 parques eólicos no Nordeste brasileiro, através da Força Eólica, uma joint venture com a Iberdrola. E conta ainda com seis plantas de cogeração de energia, utilizando gás natural e vapor. Ao produzir 905 toneladas de vapor por hora, essas plantas geram 93 MW de energia e deixam de lançar 46 mil toneladas gás carbônico na atmosfera. Além disso, quatro das cinco Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH) do Grupo Neoenergia já obtiveram autorização da ONU para emissão de créditos de carbono, por produzirem energia limpa.
 
A Neoenergia está iniciando ainda um estudo de geração de energia elétrica a partir de biogás (produzido em estações de tratamento de esgoto).
 
Eficiência energética na baixa renda
 
No Nordeste, onde cerca de metade da população pertence à camada de baixa renda, as distribuidoras do Grupo Neoenergia, Celpe (Pernambuco), Coelba (Bahia) e Cosern (Rio Grande do Norte), já investiram mais de R$ 230 milhões em programas de eficiência energética. Uma das iniciativas é o Programa Nova Geladeira, que já substituiu mais de 200 mil refrigeradores velhos e ineficientes por novos e econômicos, com Selo Procel de eficiência energética. Uma geladeira em mau estado de conservação pode equivaler 70% do valor da conta de energia de famílias de baixa renda. Ao adequar o consumo à capacidade de pagamento desses consumidores, a Neoenergia reduz o número de ligações elétricas clandestinas e ainda contribui para a qualidade de vida das pessoas, melhorando o nível de conservação dos alimentos.
 
O Programa Nova Geladeira já proporcionou uma economia aproximadamente R$ 240 milhões em energia, o equivalente à geração de uma hidrelétrica de 50,9 MW ou ao consumo anual de uma cidade com 95 mil habitantes. A iniciativa também reduz a emissão de gás CFC ¿ prejudicial à camada de ozônio ¿ que é retirado das geladeiras antigas e tratado. Os aparelhos novos utilizam o R600a (isobutano), gás considerado ecológico, e são fabricados especialmente para a Neoenergia.
Já o projeto Vale Luz recolheu e reciclou até o momento mais de 500 toneladas de resíduos sólidos, concedendo mais de R$ 90 milhões em descontos na conta de energia para quem fez o descarte junto à companhia.
 
Luz para Todos
 
Na Bahia, estado que tem o maior contingente de beneficiados do Programa Luz para Todos no país, a Coelba deve alcançar neste ano a marca de 500 mil ligações para pessoas de baixa renda. Destes domicílios beneficiados, mais de 20 mil são considerados de extrema pobreza, com renda per capita inferior a R$ 70 por mês.
Para efetuar as novas ligações de eletricidade do programa Luz para Todos, a Coelba ampliou a rede elétrica da Bahia em mais de 78 mil quilômetros desde 2004. Um investimento de mais de R$ 2,6 bilhão, dividido entre governo federal e Coelba, com participação do governo do Estado da Bahia. Até 2014, a distribuidora baiana deve atingir a meta de 588 mil ligações em domicílios na zona rural da Bahia.
 
Juntas, as três distribuidoras do Grupo Neoenergia já fizeram mais de 660 mil ligações do programa Luz para Todos, o que corresponde a um investimento de R$ 3,6 bilhões.
 
Sobre o Grupo Neoenergia
 
O Grupo Neoenergia é composto por um time de 5.100 colaboradores diretos e atua em toda a cadeia de energia: geração, transmissão, comercialização e distribuição. Na distribuição de energia, é o maior grupo privado em número de clientes, com 9,5 milhões de unidades consumidoras na Bahia, em Pernambuco e no Rio Grande do Norte. Na geração, também se destaca: possui capacidade instalada de 1.553 megawatts (MW) e deve chegar 4.050 MW até 2019, por meio de novos empreendimentos como Teles Pires, Baixo Iguaçu, Belo Monte e os 10 parques eólicos em parceria com a Iberdrola.