Complexo Calangos

  • Sim
  • Sim
  • Sim

​​​​​​​​​​​imagem do parque eólico Calangos, no Rio Grande do Norte​​


Formado pelos parques Calango, I, II, III, IV, V e VI, junto com Santana I e II, o Complexo Calangos ocupa uma área de abrangência que inclui os municípios de Bodó, Lagoa Nova e Santana dos Matos, no Rio Grande do Norte (RN).

O empreendimento tem capacidade instalada de 234MW, dividida entre 117 aerogeradores GAMESA de 2MW.Todos os parques Calango e o Santana I possuem, cada um, 15 aerogeradores; o Santana II, por sua vez, possui 12 aerogeradores. Esses números fazem do Complexo Calangos o maior parque eólico da Neoenergia, no Brasil, estando entre os maiores empreendimentos do setor no país.

Sua construção teve início em 2014. A operação comercial dos parques ocorreu em duas etapas. A primeira, em Janeiro de 2016, iniciou a produção de energia elétrica dos parques Calango I a V. Já na segunda, em dezembro  de 2016, os parques Calango VI e Santana I e II entraram em operação.

Devido à sua capacidade instalada de 234 MW, o Complexo Calangos é um importante agente no auxílio do controle e estabilidade do sistema interligado nacional (SIN) na microrregião Nordeste do país. Além disso, também contribui para o desenvolvimento social da região da Serra de Santana, com a geração de empregos diretos e indiretos e com o pagamento dos royalties aos proprietários das terras arrendadas para a instalação do empreendimento.







CONHEÇA OS DEMAIS PARQUES EÓLICOS DA NEOENERGIA EM OPERAÇÃO




PARQUES EÓLICOS EM CONSTRUÇÃO



 



 Ocultar | Mostrar mais + ‭[2]‬

Quero:

Informações Relacionadas