20/12/2020

Usina Hidrelétrica Baixo Iguaçu conquista certificações nas normas ISO

    energia limpa; renovaveis
  • Sim
  • Sim
  • Sim














 slider-image | Titulo do Slider

A Usina Hidrelétrica Baixo Iguaçu, no Paraná, foi certificada no escopo de Operação e Manutenção (O&M) em três normas ISO, que tratam da Gestão de Qualidade (9001:2015), Ambiental (14001:2015) e de Segurança e Saúde do Trabalho (45001:2018). O empreendimento entrou em operação em 2019 e, em um ano, a Neoenergia implantou o Sistema Integrado de Gestão e obteve as certificações. As seis hidrelétricas operadas pela companhia – Baguari, Corumbá, Dardanelos, Itapebi e Teles Pires – já são certificadas no mesmo escopo O&M.  

Com capacidade instalada de 350 MW, a UHE Baixo Iguaçu exerce papel fundamental no reforço da estabilidade do Sistema Interligado Nacional (SIN). “Obter as certificações nas normas ISO é um importante reconhecimento da nossa gestão em Baixo Iguaçu, usina que é um importante ativo para o sistema elétrico brasileiro, além de contribuir para a regulação da vazão do Rio Iguaçu e a preservação da biodiversidade do Parque Nacional do Iguaçu, Patrimônio Natural da Humanidade”, afirma o superintendente de Operações e Engenharia de Hidráulicas da Neoenergia, José Paulo Werberich.  

A norma ISO 9001:2015, uma das certificações obtidas pela hidrelétrica, padroniza os processos e o trabalho de forma a organizá-lo com planejamento, objetivos e indicadores, diminuir a quantidade de erros e garantir a qualidade orientada ao cliente. Definir os processos evita que ocorram desperdícios, tanto de recursos humanos quanto de recursos materiais e tecnológicos e ainda oferece uma abordagem de riscos e como se pode contorná-los, sempre buscando a melhoria contínua e a satisfação do cliente. Possui ainda um foco no atendimento à legislação e ao desenvolvimento dos recursos humanos.  

Já a norma 14001:2015 especifica os requisitos de um Sistema de Gestão Ambiental que tem como objetivo aumentar o desempenho ambiental da organização, alcançando resultados, e atendendo os requisitos legais. Essa norma também permite à organização desenvolver uma estrutura para a proteção do meio ambiente, formulando uma resposta rápida as constantes mudanças ambientais.

A Neoenergia tem compromisso com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) promovidos pelas Nações Unidas na Agenda 2030 e atua no Paraná com diversos projetos iniciados no período da construção de Baixo Iguaçu e mantidos durante a sua operação. Um exemplo é o Programa de Resgate e Aproveitamento Científico da Fauna, que realizou o afugentamento e resgate de animais nas áreas de influência da usina, minimizando os seus impactos. Além disso, a energia gerada na hidrelétrica é renovável e auxilia no combate às mudanças climáticas.  

A terceira certificação foi na norma 45001:2018. O objetivo é de proporcionar ambientes de trabalho seguros e saudáveis aos colaboradores, e reforça a importância de ações preventivas, mostrando que se pode ser mais efetivo e eficiente ao tomar medidas antecipadas, durante a abordagem de riscos e oportunidades.   

O processo de certificação de Baixo Iguaçu foi realizado ao longo de 2020, com auditorias presenciais e remotas. Nas visitas à usina, devido à pandemia de Covid-19, foram adotados protocolos rígidos de prevenção, incluindo testagem de auditores e colaboradores, distanciamento social e obrigatoriedade do uso de máscaras, entre outros.  

As outras cinco usinas controladas pela Neoenergia foram certificadas no ISO 45001:2018 no fim de 2019. Em 2017, Itapebi e Teles Pires foram os primeiros empreendimentos do grupo a implantar as normas ISO 9001:2015, ISO 14001:2015 e OHSAS-18001:2007. Corumbá conquistou a certificação em 2018 e, no ano seguinte, Baguari e Dardanelos. Todas possuem um Sistema Integrado de Gestão, implantado para o escopo de Operação e Manutenção.  

A Neoenergia possui, ao todo, capacidade instalada de 3.030,6 MW em hidrelétricas. Além dos seis ativos controlados pela companhia – Baixo Iguaçu, Baguari, Corumbá, Dardanelos, Itapebi e Teles Pires – essa potência considera a participação do grupo na Usina Belo Monte, a maior hidrelétrica totalmente brasileira.  

 Ocultar | Mostrar mais +

Quero:

Informações Relacionadas