26/10/2020

Neoenergia obtém licença prévia de linha transmissão no Rio Grande do Sul

    transmissao
  • Sim
  • Sim
  • Sim


 


A Neoenergia recebeu a licença prévia para a construção do trecho de linha de transmissão Povo Novo-Guaíba 3 (C3), com 234,4 quilômetros de extensão entre os municípios de Rio Grande e Eldorado do Sul, no Rio Grande do Sul. O documento, que atesta a viabilidade do empreendimento, foi emitido pela Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam). A linha faz parte do projeto Lagoa dos Patos, adquirido pela companhia no lote 14 do leilão 004/2018, realizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). O objetivo é de contribuir para o escoamento da geração eólica e reforçar o sistema elétrico na região Sul.

A licença foi concedida após a realização de uma audiência pública virtual, formato em que a Neoenergia foi pioneira no setor elétrico. “A viabilidade da construção da linha de transmissão foi reconhecida pelo órgão ambiental de forma muito rápida, apenas 11 dias após a audiência pública virtual. Ao inovar e realizá-la em formato digital, por causa da necessidade de distanciamento social imposta pela pandemia de Covid-19, conseguimos continuar avançando com o licenciamento para esse importante projeto”, afirma o superintendente de Meio Ambiente e Fundiário da Diretoria de Transmissão da Neoenergia, José Anchieta.

As obras serão iniciadas após a obtenção da licença de instalação, atendendo a todos os requisitos e cumprindo com os compromissos socioambientais. A previsão da companhia é de que sejam gerados aproximadamente 1,5 mil empregos durante a construção do empreendimento. A linha de transmissão irá operar em 525 kV de tensão.

LAGOA DOS PATOS

Ao todo, o lote 14 do leilão 004/2018 contempla 770 quilômetros de linhas de transmissão – sendo duas em 525 kV e outras duas em 230 kV – e a implantação de compensador síncrono nas subestações Marmeleiro 2, de tensão em 525 kV, e Livramento 3, em 230 kV. “A principal vantagem de instalar o compensador síncrono é que ele dará mais estabilidade ao sistema ao facilitar correções e ajustes em casos de mudanças na carga, por exemplo. Assim, garantimos mais qualidade e confiabilidade”, explica o gerente de implantação de projetos de transmissão da Neoenergia, Marthos John Trott.

Na subestação Marmeleiro 2, que fica no município de Santa Vitória do Palmar, no Rio Grande do Sul, foi concluído em setembro o transporte do estator do compensador síncrono, uma operação que durou 30 dias e envolveu mais de 100 colaboradores. O equipamento pesa 137 toneladas. Na subestação Livramento 3 estamos em execução de obra civil. Os outros trechos do projeto estão em fase de licenciamento ambiental.

 

 Ocultar | Mostrar mais +

Quero: