08/12/2021

Neoenergia simplifica migração para o mercado livre

    liberalizado


  • Sim
  • Sim
  • Sim

mercado-livre-de-energia 

Companhia oferece condições especiais que facilitam o ingresso dos consumidores com demanda contratada a partir de 500 kW no Ambiente de Contratação Livre (ACL) 

O Ambiente de Contratação Livre (ACL) é a alternativa de compra de energia em que determinados consumidores podem escolher o seu fornecedor de energia com mais economia, previsibilidade e, inclusive, sendo considerados os atributos ambientais da fonte de geração. Apoiando os clientes nos seus negócios, a Neoenergia oferece aos seus clientes uma forma simplificada de fazer a migração, por meio da solução de Mercado Livre Varejista. 

Com esse modelo, empreendedores de qualquer estado do país que possuam uma demanda contratada a partir de 500 kW – o equivalente a uma fatura de energia elétrica de aproximados R$ 40 mil,  o que pode ser a soma de mais de uma fatura do mesmo cliente – conseguem migrar para o ambiente de livre contratação de maneira segura. Essa migração reduz os gastos administrativos, além de reduzir custos do consumidor, que, se preferir, poderá comprar energia de determinada fonte específica, como geradores eólicos ou energia solar. 

No Mercado Livre Varejista, o cliente é representado pela Neoenergia junto à Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), garantindo mais praticidade ao processo de migração, reduzindo a burocracia e isentando de exigências como o pagamento de taxas à instituição ou de possuir conta bancária especial. A solução simplificada atende às necessidades de negócios como redes de supermercados ou padarias, clínicas, postos de gasolina, centros comerciais e indústrias de diversos perfis. Isso porque a demanda mínima de 500 kW pode ser considerada em apenas um ponto de consumo ou por meio da chamada comunhão de interesses de fato ou de direito, ou seja, somando as demandas de mais de um imóvel de consumidores com a mesma raiz de CNPJ, como numa matriz com suas filiais. 

De acordo com a Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia (Abraceel), desde 2003, o mercado livre proporcionou uma economia de quase 30% em comparação com os custos de energia comprada no ambiente regulado de sua distribuidora local. A liberalização do mercado é inexorável. Hoje, algo em torno de 34% de toda a energia consumida no Brasil é comercializada mercado livre de maneira livremente negociada, sendo a maioria dos clientes aqueles denominados consumidores especiais, ou seja, aqueles pequenos clientes que, atuando com a comunhão de cargas, podem migrar para o mercado não regulado. Esse é público da nossa solução de Mercado Livre Varejista. Por meio do comercializador varejista, torna-se clara a modernização do setor no que tange a liberalização de mercado, trazendo maior facilidade, menor burocracia e a garantia dos benefícios que o mercado livre propicia, diz Hugo Nunes, diretor de Negócios Liberalizados da Neoenergia,. 

Essa prática também está alinhada ao propósito corporativo da companhia, que tem compromisso com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas, prioritariamente o fornecimento de energia limpa e o combate às mudanças climáticas. As fontes renováveis representam quase 90% da carteira da companhia. Em eólica, a capacidade instalada será triplicada até 2023, chegando a 1,6 GW. 

Grandes consumidores 

A Neoenergia oferece também soluções para os grandes consumidores do ACL – aqueles com demanda contratada acima de 2 MW. Uma delas é o PPA (Power Purchase Agreement), um acordo de compra e venda de energia renovável de longo prazo a um preço prefixado. O mercado exige cada vez mais das grandes empresas ações centradas nos pilares de ESG e a energia limpa pode dar uma importante contribuição nesse processo. A título de conhecimento, somente em 2021 já vendemos mais de 5 milhões de certificados I-RECs, Certificados de Energia Renovável amplamente aceitos no mercado financeiro global para demonstrar práticas energéticas sustentáveis e equilibrar emissões de gases de efeito estufa, afirma Hugo Nunes. 

Outras soluções empresariais ofertadas pela companhia são as de gestão de energia e engenharia, com serviços de conexão ao sistema elétrico, em que realiza projetos de infraestrutura, como a construção de subestações e linhas de alta tensão; correção do fator de potência, para evitar penalidades na fatura de energia; e adequação do sistema de medição e faturamento às regras do mercado livre.

 


Informações Relacionadas