03/02/2021

Ferramenta da Neoenergia simula de forma detalhada como será o futuro do setor elétrico

    conexaodigital


  • Sim
  • Sim
  • Sim

Smart-Future-Ferramenta-Neoenergia-Simula-Futuro-EnergeticoProjeto inovador de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) avalia cenários de mercado, de tecnologia, de regulação e comportamento do consumidor 

Como será a distribuidora do futuro? Integrada, com redes inteligentes e foco na experiência do consumidor. Esse caminho está mapeado pela Neoenergia e será aprofundado com o projeto Smart Future, ferramenta computacional de simulação que analisa de maneira integrada os impactos econômicos e técnicos de novas tecnologias e marcos regulatórios de forma a criar um modelo sustentável de negócio diante das mudanças do setor elétrico. O projeto é uma iniciativa de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), e está na etapa inicial de pesquisa para identificar cenários internacionais de marcos regulatórios e comportamento do consumidor. 

A solução desenvolvida pela Neoenergia permite a avaliação de cenários de mercado, de tecnologia e de regulação. Por exemplo: é possível simular o interesse dos clientes por sistemas solares de energia e a quantidade estimada de instalação de painéis fotovoltaicos, para então definir um roteiro de redes inteligentes para a empresa e avaliar quanto investimento será necessário e quais mudanças podem ser realizadas no ambiente regulatório para que isso aconteça, resultando em informações que podem subsidiar iniciativas em prol do setor junto aos órgãos reguladores. 

Dessa forma, a distribuidora tem uma visão ampla do impacto desses fatores na atuação da empresa e pode tomar decisões a partir daí, com um planejamento mais assertivo considerando todas as possibilidades de futuro”diz José Antônio Brito, gerente corporativo de Pesquisa e Desenvolvimento da Neoenergia. 

Um dos diferenciais do “SmartF”, cujo nome significa Simulação e Modelagem do Ambiente Regulatório e Tecnológico Futuro, está na possibilidade de simular diversos cenários de longo prazo ao mesmo tempo e com rapidez nas previsões. 

São simulações abrangentes e detalhadas, que levam em conta uma grande quantidade de dados e informações da empresa, que geram modelos de planejamento técnico e econômico assertivos e que podem ser utilizados de maneira ágil para que possamos avaliar diversos cenários com o benefício de analisar tudo de maneira integrada, afirma Raphael Carvalhogerente do projeto na Neoenergia. 

Áreas de interesse 

A palavra-chave do projeto é integração e por isso há um amplo envolvimento de áreas da companhia, já que serão avaliados os efeitos de cenários que consideram o comportamento dos clientes, da distribuidora e do regulador. Na ferramenta, serão analisadas situações relacionadas a recursos energéticos distribuídos, como sistemas de armazenamento, veículos elétricos e geração solar. Toda modelagem de veículos será construída a partir dos resultados obtidos no projeto Corredor Verde da Neoenergia, a primeira eletrovia de mobilidade elétrica do Nordeste que vai ligar Salvador a Natal, passando por seis capitais da região. Outro aspecto vinculado aos clientes que será considerado são os investimentos e benefícios associados à digitalização do relacionamento com o consumidor com base nos dados do Conexão Digital. 

Da mesma forma, a avaliação dos investimentos nas redes é outro tema relevante, pois trata de tecnologias avançadas de operação, medição e automação de redes inteligentes, além de alternativas aos investimentos tradicionais de rede, como baterias. No que se refere ao marco regulatório, diferentes incentivos e políticas energéticas serão avaliadas no intuito de propor alternativas regulatórias mais eficientes, inovadoras e sustentáveis para o setor. 

O “SmartF” tem previsão de desenvolvimento de dois anos e será concluído até o final de 2022. ​


Quero:

Informações Relacionadas