21/01/2021

Usinas Hidrelétricas da Neoenergia realizam ações em prol do desenvolvimento econômico e sustentável

    renovaveis
  • Sim
  • Sim
  • Sim

Iniciativas socioambientais reforçam pilares da companhia e beneficiam moradores das regiões contempladas pelos empreendimentos

As usinas hidrelétricas que pertencem à Neoenergia realizam diversas ações socioambientais com objetivo de promover o desenvolvimento econômico e sustentável nas regiões que recebem os empreendimentos. Focando na preservação do meio ambiente e benefício da sociedade, a companhia realiza investimentos financeiros no desenvolvimento de iniciativas que privilegiam diversas comunidades espalhadas pelo Brasil.

Com forte investimento, a Usina Hidrelétrica (UHE) Itapebi, por exemplo, destinou a projetos desenvolvidos no município de Salto da Divisa (MG) cerca de R$ 4,6 milhões. Esse montante foi aplicado na retirada de macrófitas – plantas aquáticas que nascem em rios e brejos, além de R$ 2,5 milhões para o sistema de tratamento de esgoto. Com captação de cerca de 40% do esgoto, até o momento, o projeto segue em andamento e tem como objetivo atual a reforma da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) municipal que alcança, aproximadamente, 90% da população local.

A Usina também firmou convênio com a Casa de Misericórdia para doação ao orfanato localizado no município de Itapebi (BA), que mantém 20 crianças por tempo integral por se encontrarem em situação de abandono ou risco. A parceria está em vigor desde 2009 e viabiliza doação fixa de R$1.000,00 por mês. Neste período de pandemia, causada pelo novo Coronavírus, foi realizada doação de 80 cestas básicas, 1000 máscaras e 300 álcoois em gel para a Secretaria de Assistência Social da cidade.

“As iniciativas desenvolvidas, dentre elas as relacionadas com o licenciamento ambiental dos empreendimentos, buscam apoiar setores-chave como Saúde, Infraestrutura e Meio Ambiente. Entre os beneficiados estão grupos indígenas e ribeirinhos, além de famílias nas zonas rurais e de difícil acesso”, conta Daniel Novaes, engenheiro da Diretoria Hidráulica Renováveis.

Outro destaque é a UHE Teles Pires, localizada na divisa entre o Pará e Mato Grosso, que realizou obras relevantes para a região. A empresa construiu 95 km de estradas, realizou 25 obras em saúde, 14 em educação e 11 em infraestrutura de cultura e lazer. Ao todo são 44 programas socioambientais realizados e 18 Programas Indígenas, que, juntos, somam um total de R$ 565 milhões investidos na área ambiental e indígena. A Usina contribuiu ainda para arrecadação de R$ 100 milhões em Impostos Municipais e Estaduais, cada. Com o início da geração, os municípios, Estados e Federação receberam mais de R$180 milhões em royalties, ampliando os recursos locais.

O trabalho realizado resultou também no desenvolvimento de um projeto de grades anti-cardume, considerado referência no setor hidrelétrico e cujo resultado gerou uma maior preservação da Ictiofauna da região com investimento de R$ 15 milhões.

“As ações que apoiaram iniciativas de saúde foram de extrema relevância para a população neste momento de pandemia, trazendo também melhorias em regiões de difícil acesso. Na UHE Dardanelos, no Mato Grosso, apoiamos, por exemplo, campanhas de vacinação na cidade de Aripuanã (MT) e zona rural, construímos o Hospital Municipal e o Posto de Saúde da Família no município”, completa Daniel.

Além disso, as usinas da Neoenergia possuem programas de visitação para crianças e adolescentes. Durante as visitas supervisionadas, os jovens podem conhecer as instalações do empreendimento e entender como funciona uma usina hidrelétrica.*

*Devido à pandemia de Covid-19, o programa de visitações se encontra temporariamente suspenso, com planejamento de retomada tão logo seja possível.

Quero:

Informações Relacionadas