26/01/2021

Neoenergia reforça compromisso com a descarbonização e meta de neutralização das emissões até 2050

    sustentabilidade


  • Sim
  • Sim
  • Sim


parque-eolico-catite-neoenergiaComo uma das principais estratégias da Neoenergia, a redução das emissões de gases permeia o caminho da empresa ao longo de sua trajetória e prevê meta de zerar todos os níveis até 2050.

A companhia investe e realiza uma série de medidas, que reforçam e contribuem para esta missão, além​​ de estarem alinhadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)​, previstos pela Organização das Nações Unidas (ONU). Entre os focos, estão o ODS 7, voltado a assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todos, além do ODS 13, que visa tomar medidas urgentes para combater a mudança climática e suas consequências.

O crescimento da demanda por energia limpa é uma tendência antecipada pela Neoenergia, que investe na área há mais de 20 anos, com a construção dos seus primeiros parques eólicos, mesmo quando a energia proveniente de recursos naturais ainda não tinha o protagonismo atual na matriz energética brasileira. Fontes limpas, como o sol, o vento e a água, são consideradas sustentáveis por terem baixo impacto no planeta e contribuírem para a sua preservação.

Abaixo é possível conferir os destaques em iniciativas realizadas até o momento pela companhia. As ações não param por aí e a empresa reforça seus investimentos nessas e em outras ações relevantes ao meio ambiente.

​Energias Eólica

A eletricidade é fundamental para descarbonizar o sistema produtivo atual, em especial ao planejar um cenário energético sustentável e eficiente. Entre a estratégia, utilizar recursos renováveis para geração de energia está entre um dos principais fatores. 

Hoje, 86,8% da capacidade gerada pela Neoenegia é de fontes renováveis, com destaque para hidráulica e eólica. Em 2022, ess​​​​​e número deve ultrapassar 90%, com a conclusão dos dois complexos eólicos que estão em desenvolvimento no Nordeste, se tornando maior que a média da matriz energética do Brasil. Em processo de construção estão dois complexos de energia: Chafariz​, localizado no estado da Paraíba (15 parques com capacidade de 471,2 MW) e Oitis​, nos estados do Piauí e na Bahia (12 parques com capacidade de 566,5 MW).

Energia Solar

Este será o século das energias renováveis, tendo a energia elétrica como base de um sistema produtivo mais eficiente, limpo e econômico. A companhia fornece energia de geração solar proveniente da FV Luzia, empreendimento solar no Complexo Eólico de Chafariz​ (PA) e que irá gerar energia suficiente ao atendimento de mais de 100 mil casas. O projeto nasceu com 20% da energia que será gerada durante a sua vida útil totalmente vendida, por meio do Mercado Livre.  A empresa oferece ainda instalação de placas fotovoltaicas para clientes residenciais​ e construção de usinas solares para consumidores comerciais e industriais.

Corredor Verde

Ao final de 2020, a Neoenergia lançou o Corredor Verde​, maior eletrovia do Brasil com eletropostos de cargas rápidas, desenvolvido para atender carros movidos a eletricidade. O primeiro corredor de mobilidade elétrica do Nordeste conecta as capitais Salvador (BA) e Natal (RN), passando pelas cidades de Aracaju (SE), Maceió (AL), Recife (PE) e João Pessoa (PB).

A iniciativa faz parte do Programa de Mobilidade Elétrica da Neoenergia e terá mais de 1.100 quilômetros de extensão, beneficiando 70 municípios e 37 milhões de pessoas, com seis dos nove estados do Nordeste.

Frota de carros elétricos

Em março de 2020, a companhia passou a contar com a sua própria frota​ de veículos movidos a eletricidade para uso em atividades administrativas. Com isso, começou a disponibilizar carregadores elétricos em todas as bases regionais e administrativas da empresa, distribuídas nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Pernambuco e Rio Grande do Norte. Os projetos de mobilidade elétrica desenvolvidos pela companhia abarcam ainda o investimento em um caminhão inteiramente elétrico para uso em serviços de manutenção da rede de distribuição.

De acordo com um estudo realizado pelo Programa de Mobilidade Elétrica da Organização das Nações Unidas (ONU), os meios de transporte representam 25% de todas as emissões de CO2 no mundo e, por isso, a importância da conscientização e mudança nos hábitos da sociedade. A eletrificação da frota será o futuro da mobilidade veicular rural e urbana e a Neoenergia terá grande participação nesse processo.

Certificações de Í​ndices de Sustentabilidade

A Neoenergia prioriza um modelo energético que visa o bem-estar das pessoas e a preservação do planeta, integrando a visão de longo prazo da companhia de almejar um futuro melhor, sem comprometer os resultados presentes. Ainda como parte de sua estratégia, ingressou em dois índices relevantes do mercado financeiro. Um deles foi a 16ª carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) B3 – Brasil, Bolsa, Balcão, e, a partir de janeiro de 2021, no qual fará parte das 39 companhias de 15 setores que, juntas, somam R$ 1,8 trilhão em valor de mercado. O outro, a 11ª carteira do Índice Carbono Eficiente​ (ICO2 B3), que vigora até 30 de abril de 2021 e reúne 62 ações de 58 companhias pertencentes a 22 setores, somando R$ 3,3 trilhões em valor de mercado.



Quero:

Informações Relacionadas