16/12/2019

Neoenergia lança Escola de Eletricistas para Mulheres em Pernambuco

    segurança; distribuidoras de energia
  • Sim
  • Sim
  • Sim

​​​

​Em uma iniciativa inédita no Estado, a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe)​ – empresa da Neoenergia​ – em parceria com o Governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual da Mulher, lançou, na terça-feira (17), a primeira Escola de Eletricistas exclusivamente direcionada para mulheres. Um total de 100 mulheres serão capacitadas a exercer atividades em instalações elétricas prediais e nas redes de distribuição de energia. Após a conclusão do curso, as profissionais estarão aptas a participar do processo seletivo para integrar a força de trabalho da Celpe.

A Escola de Eletricistas para Mulheres tem a finalidade de incentivar a inserção feminina para atuar em uma profissão predominantemente ocupada por homens. “Estimular a presença de mulheres em uma atividade ainda vista como masculina não só amplia a oportunidade no mercado de trabalho, como também apoia a constante busca pela equidade entre gêneros", comentou o presidente da Celpe, Saulo Cabral. “Ao expandir a participação feminina, rompemos com padrões sociais. A experiência prática nos revela que para incentivar o interesse na função de eletricistas, primeiro as mulheres precisam se sentir representadas", concluiu.

A secretária da Mulher de Pernambuco, Silvia Cordeiro, explicou que a formação de mulheres em profissões, historicamente ocupadas por homens, é fundamental para que elas atuem em todas as áreas que queiram trabalhar, bem como para a eliminação das diferenças salariais que ainda existem entre a renda de homens e mulheres. “Que essa ação da Celpe abra as portas para que mais empresas, com o mesmo perfil, incentivem a contratação de mulheres", completa. A formação também abre portas para as alunas com perfil empreendedor, criando oportunidades no mercado de trabalho.

PROCESSO SELETIVO

O processo seletivo conta com prova escrita (português, matemática e redação), avaliação psicológica, teste prático, além de entrevista para avaliação de perfil.  As alunas serão divididas em quatro turmas, com 25 participantes cada uma. O curso possui disciplinas teóricas e práticas, com duração de até sete meses e carga horária de 596 horas. As aulas serão realizadas pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-PE) nas unidades Areias – Recife, Cabo de Santo Agostinho, Caruaru e Garanhuns.  O curso tem início no primeiro semestre de 2020. As inscrições são gratuitas, com vagas limitadas, e podem ser efetuadas entre os dias 18 e 22 de dezembro, exclusivamente pelo site www.celpe.com.br.  

 


Além de desenvolver e fortalecer a formação profissional técnica qualificada com foco em segurança, a ação faz parte do compromisso da distribuidora com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, que colocam a Igualdade de Gênero como uma das grandes metas globais a serem atingidas até 2030.

A capacitação conta com o apoio do Governo de Pernambuco. A Escola de Eletricistas para Mulheres é a primeira parceria firmada com uma instituição privada pelo Programa PE com Elas, coordenado pela Vice-Governadoria e desenvolvido pela Secretaria Estadual da Mulher.

​TURMAS MISTAS

A Escola de Eletricistas da Celpe já funciona para um público misto em sete municípios pernambucanos (Recife, Jaboatão, Cabo de Santo Agostinho, Caruaru, Garanhuns, Serra Talhada e Petrolina). Iniciada em 2018, a Escola formou mais de 300 eletricistas e, desse total, 215 foram contratados pela Celpe. Um aproveitamento de aproximadamente 70%. Para 2020, estão previstas mais de 20 novas turmas de formação. O objetivo é trazer esses novos profissionais para as mais de 600 vagas que devem ser abertas para contratação.​


Quero:

Informações Relacionadas