10/07/2020

Neoenergia aposta em energia renovável como pilar do desenvolvimento sustentável

    sustentabilidade
  • Sim
  • Sim
  • Sim


Energias renováveis são aquelas provenientes de fontes limpas, como o vento e a água. Isso significa que elas têm baixo impacto no meio ambiente e contribuem com a preservação dos recursos naturais. Para a Neoenergia, o investimento em geração de energia renovável é um dos pilares da sua atuação, visto que a empresa acredita no desenvolvimento sustentável como a principal forma de gerir com responsabilidade e eficiência seus negócios. Na companhia, as geraçõeseólica e hídrica correspondem a 86,8% da capacidade instalada. Até 2022, esse valor deve chegar a 90%, um perfil ainda mais limpo do que o brasileiro, com a conclusão de dois complexos eólicos no Nordeste: Chafariz, na Paraíba, e Oitis, entre a Bahia e o Piauí. Essas iniciativas contribuem para a meta global da espanhola Iberdrola – grupo do qual a Neoenergia faz parte – de neutralizar as emissões de carbono até 2050.

Essas iniciativas da companhia são fortemente apoiadas nos Objetivos de DesenvolvimentoSustentável (ODS) propostos pela Organizações das Nações Unidas (ONU), com atuação direta em duas delas: energia acessível e limpa e ação contra a mudanças climáticas. As energias renováveis contribuem com esse cenário por serem uma fonte limpa, ou seja, não emitem carbono na sua operação. “A Neoenergia é muito consciente de sua responsabilidade para contribuir com a preservação e a proteção do meio ambiente. Acreditamos que o caminho para a retomada da economia passa pelo fomento a negócios de baixo carbono e que tenham a capacidade de promover a conservação da biodiversidade”, diz Laura Porto, diretora de energias renováveis da Neoenergia.

Os números mostram os impactos positivos desses investimentos para o país. Atualmente, a Neoenergia possui 17 parques eólicos em operação nos estados da Bahia, do Rio Grande do Norte e da Paraíba, com capacidade instalada aproximada de 516 MW - o suficiente para abastecer mais de 1,1 milhão de residências brasileiras, evitando a emissão de mais de 830 mil toneladas de CO2 na atmosfera. A empresa contribui com a geração eólica no país, que no último dia 21 de junho, alcançou o recorde do ano de geração instantânea. De acordo com o Operador Nacional do Sistema (ONS), foi registrado um pico de 10.121 MW, correspondendo a um fator de capacidade de 68,1%.

Demonstrando a prioridade da Neoenergia em geração de energia eólica, em dois anos, a capacidade instalada da companhia em geração eólica vai triplicar, chegando a 1,6 GW. Isso irá acontecer com a conclusão do complexo Chafariz, com 12 parques, acrescentando 471,2 MW e o de Oitis, com 15, que somará 566,5 MW a esse total. Com a conclusão de Oitis, prevista para meados de 2022, o complexo será o maior projeto eólico terrestre da Iberdrola na América Latina e o segundo no mundo.

BENEFÍCIOS SOCIAIS

Os benefícios das energias renováveis também se aplicam às comunidades onde os parques são instalados, gerando qualidade de vida para as pessoas e fortalecendo a economia das regiões. Um exemplo pode ser visto nas obras do completo de Chafariz, onde foram criados mais de 800 empregos, principalmente entre a população dos municípios de Santa Luzia e São José do Sabugi, no Sertão paraibano. De acordo com a Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica), cada MW de capacidade instalada em energia eólica cria uma média de 15 postos de trabalho.

“Investimos em energias renováveis como forma de concretizar tudo aquilo em que acreditamos: o setor elétrico como um dos principais vetores de desenvolvimento para as pessoas e as comunidades. Assim, criamos oportunidades e geramos autonomia, ao mesmo tempo em que estabelecemos os caminhos para uma gestão sustentável dos recursos naturais”, conclui Porto.

Quero:

Informações Relacionadas