24/02/2019

Instituto Neoenergia e Porto Social lançam programa de incentivo ao empreendimento social

    compromisso social
  • Sim
  • Sim
  • Sim

Lançamento do DroPS​​O Instituto Neoenergia e o Porto Social firmaram parceria, nesta segunda-feira (25), com a finalidade de estruturar e capacitar empreendedores sociais em Pernambuco. A iniciativa, intitulada DroPS, é parte do Programa Educacional do Porto Social, que em diferentes dimensões tem como principal objetivo inserir, conectar e qualificar os empreendimentos do ecossistema de negócios de impacto no Brasil. A assinatura do convênio acontece na sede do Porto Social, à Rua Marques Amorim, na Ilha do Leite.


O DroPS busca conectar 50 empreendedores que possuem ideias e projetos de impacto social em estágio inicial de maturidade gerencial com o ambiente local de inovação social. Esses empreendedores passarão por capacitação e laboratórios de co-criação alinhados aos seis eixos fundamentais do Programa Educacional: Ecossistema, Propósito, Gestão, Sustentabilidade Financeira, Gestão de Pessoas e Comunicação.


Assim, o Porto promoverá a integração entre os agentes do Ecossistema Social Local (primeiro, segundo e terceiro setores), desenvolverá as habilidades e competências do empreendedor social, fomentará as ações/atividades sociais dos empreendedores e irá contribuir para uma cultura de voluntariado.
 


A expectativa é que ao final da trilha educacional do DroPS, o Empreendedor Social obtenha inserção no ecossistema de negócios de impacto de Pernambuco e nacional, além da identificação dos problemas sociais locais e o estabelecimento do propósito do empreendedor para solução destes males socioambientais. A intenção é que também tenham acesso a instrumentos de gestão para o início do desenvolvimento institucional; obtenção de recursos e instrumentos para gestão de pessoas, inclusive de voluntariado, e possam identificar possíveis meios para a sustentabilidade financeira do projeto e desenvolvimento de canais de comunicação com todas as partes interessadas com as ações.


Na esfera dos indivíduos, os participantes desenvolvam suas habilidades e competências enquanto empreendedor social, tais como: empatia, capacidade de tomada de decisão, capacidade de criação de energia, criatividade, visão estratégica, inovação, resiliência.







Quero:

Informações Relacionadas