30/07/2020

Programa de Eficiência Energética da Neoenergia renova iluminação pública de 38 cidades em cinco estados

    clientes
  • Sim
  • Sim
  • Sim

​​Quase 27 mil luminárias públicas convencionais serão substituídas por lâmpadas LED até o final de 2020 através de uma iniciativa realizada pelas concessionárias de energia elétrica da Neoenergia​Coelba (Bahia), Celpe (Pernambuco), Elektro​ (São Paulo e Mato Grosso do Sul) e Cosern (Rio Grande do Norte). Os projetos integram os Programas de Eficiência Energética das distribuidoras regulados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) e são voltados a promover eficiência na energia em parte da iluminação pública em avenidas, ruas e praças em 38 municípios nos cinco estados onde as companhias atuam. Até o momento, 11.120 mil lâmpadas já foram trocadas e, nos próximos seis meses, mais 15.861 irão se somar a esse total.

“Com as medidas de eficiência energética na ilu​minação pública, espera-se uma economia de energia que pode chegar a até 50% em algumas cidades. Isso acontece porque as lâmpadas com tecnologia LED têm melhor desempenho em relação as lâmpadas de vapor de sódio e de vapor de mercúrio ou mistas. O benefício não é apenas na redução da conta de energia. Os custos com manutenção também são reduzidos já que a vida útil das lâmpadas de LED é superior aos sistemas convencionais.”, explica a gerente de Eficiência Energética da Neoenergia, Ana Christina Mascarenhas.

O projeto de eficiência energética na iluminação pública é resultado das parcerias das distribuidoras da Neoenergia com as administrações municipais. Iniciado em 2019 na Elektro​​, foi ampliado em 2020 para a Coelba​​​, Celpe e Cosern. A iniciativa contempla a troca completa dos conjuntos de iluminação pública, compostos por lâmpadas, luminárias e reatores convencionais, por um único item: a luminária em LED. Além disso, as distribuidoras oferecerão treinamentos para as equipes municipais abordando o uso eficiente de energia elétrica e gestão da energia.​

“Além dos ganhos energéticos, a população poderá aproveitar as vantagens proporcionadas pela iniciativa por toda a cidade, com uma iluminação mais eficiente em ruas, avenidas e praças, assim como a padronização das luminárias nas vias que serão modernizadas”​, declara o supervisor de eficiência energética da Neoenergia, Daniel Sarmento.​


LOCAIS BENEFICIADOS​​​

Na Elektro​, o projeto já foi concluído nas cidades de Mairiporã, Santa Isabel, Peruíbe, Guarujá, Registro, Jales, Águas da Pra​​​​ta, Atibaia, Ubatuba, Sete Barras, Arujá, Votuporanga, Dracena e Panorama. Atualmente, está em fase de implantação nos municípios paulistas São João da Boa Vista, Fernandópolis, Queluz e Vargem Grande do Sul, além de Três Lagoas, em Mato Grosso do Sul. Até dezembro de 2020, mais três municípios também serão atendidos na área de concessão da distribuidora.​

Nas concessionárias Coelba​, Celpe​ e Cosern​​, o projeto vai acontecer em 16 municípios. Na Bahia, estão previstas 13 cidades, sendo que três já foram definidas para o mês de agosto - Salvador, Aramari e Irará. No Rio Grande do Norte, vai chegar na capital Natal e no município de Parnamirim. Já em Pernambuco, na cidade de Paulista, a iniciativa de eficiência energética na iluminação pública integra um projeto piloto chamado ‘Em Frente Brasil’, que está sendo desenvolvido em parceria com o Go​​verno Federal em cidades com maiores registros de violência no país. Paulista é uma das cinco cidades brasileiras que integram o programa e a primeira do Nordeste a ser beneficiada. O objetivo é reforçar a segurança ao instalar um sistema de iluminação pública mais moderno e econômico, que proporciona maior conforto visual e melhor visibilidade.​​​

“Com a primeira fase do projeto concluída até o final do mês de julho, estimamos uma economia de 6.000 MWh ao ano na Elektro​​. Com a conclusão em todas as localidades, a economia pode chegar a 12.360 MWh por ano. Esse valor é obtido a partir da combinação da redução estimada de consumo nas 38 cidades beneficiadas com a ​modernização da iluminação pública”, informa a supervisora de Eficiência Energética da Neoenergia, Daniela Souza.​


SUPORTE À HOSPITAIS​​​​​​

Unidades de saúde que atendem a casos de COVID-19 nos estados da Bahia e Pernambuco também foram beneficiadas pelo programa da Eficiência Energética realizado pela Neoenergia. As ações incluem vistorias e otimização das centrais de climatização, refrigeração e iluminação dos prédios públicos.​​​

hospital-beneficiado-pelo-programa-de-eficiencia-energetica-neoenergiaCom isso, na Bahia foram instalados quase 5 mil lâmpadas de LED e 121 equipamentos de refrigeração, além de aparelhos de climatização – 16 chillers (sistema que funciona por meio do resfriamento da água), 72 splits inverter (que reduzem o consumo de energia ao detectar que a sala necessita de menos refrigeração) e 07 splitões (ar condicionado específico para grandes ambientes). Ao total, 53 unidades utilizadas no enfrentamento da pandemia foram atendidas em 24 municípios do estado, incluindo Salvador.

Já em Pernambuco, foram mais de 3.400 lâmpadas substituídas, 2 chillers, 19 aparelhos de ar-condicionado de janela, 8 splits inverter e 50 refrigerados instalados. Foram beneficiados três grandes hospitais além de outras unidades vinculadas à Secretaria de Saúde do estado e à Prefeitura de Recife.​



DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

Os programas de Eficiência Energética das distribuidoras da Neoenergia ​ contemplam uma série de ações visando promover o consumo consciente, eficiente e seguro de energia elétrica. Além da substituição das luminárias da iluminação públicas são realizadas a troca de lâmpadas antigas ineficientes por unidades LED com Selo Procel nas residências dos clientes de baixa renda, atividades educativas de conscientização em escolas, estímulo à reciclagem e instalação de painéis solares.

As iniciativas contribuem para a economia e a preservação do meio ambiente e estão alinhadas com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) propostos pela Organização das Nações Unidas (ONU). Dentre os objetivos, a Neoenergia​ tem especial foco no ODS 7, voltado a levar energia acessível e limpa para todos e o ODS 13, que busca tomar medidas urgentes para combater as mudanças climáticas.​​






 















Quero:

Informações Relacionadas