08/03/2021

Neoenergia recebe primeiras pás de aerogeradores que formarão o Complexo Eólico Chafariz após 430 km de viagem

    renovaveis


  • Sim
  • Sim
  • Sim


Com 64,5 metros de comprimento e 21 toneladas, pás foram fabricadas em Ipojuca (PE) e transportadas para Santa Luzia (PB) 

pas-complexo-eolico-chafariz


Chegada da primeira pá ao Complexo Eólico de Chafariz (PB). Empreendimento terá 

capacidade instalada de 471,2MW e será formado por 15 parques e 136 aerogeradores 

  

Neoenergia continua avançando na construção do Complexo Eólico Chafariz, no Sertão da Paraíba. Foram entregues, nesta terça-feira (9), as primeiras pás que farão parte dos aerogeradores do empreendimento. Esses equipamentos foram fabricados em Ipojuca (PE), contribuindo para a geração de emprego e renda no Nordeste. Devido ao seu tamanho, foi realizado um esquema especial para o transporte, que percorreu 435 quilômetros em 3 dias. 

Uma pá mede 64,5 metros de comprimento e pesa 21 toneladas e, em cada turbina, são instaladas três, feitas em fibra resinada. Ao todo, o novo complexo eólico terá 15 parques com 136 aerogeradores de um dos mais modernos modelos do mercado, com capacidade unitária média de 3,465MW, somando uma potência de 471,2 MW. 

“A chegada das primeiras pás e naceles permite que sigamos para o próximo estágio da construção, a montagem dos primeiros aerogeradores, que deve ser iniciada nas próximas semanas. O avanço constante na implantação do Complexo Eólico Chafariz demonstra o compromisso da Neoenergia com seu cronograma de obras e contribuição com o desenvolvimento do setor elétrico, com foco em energia limpa”afirma Laura Porto, diretora de Renováveis da Neoenergia. 

Para a montagem, as pás são erguidas, com a ajuda de um guindaste de 600 toneladas, para serem fixadas no hub (centro do aerogerador). A altura até o ponto em que elas são instaladas é de 84 metros. Com a pá, a altura total do aerogerador equivale a um prédio de 37 andares, o mesmo que os edifícios mais altos das grandes capitais brasileiras. Atuam nesse trabalho de montagem 12 profissionais treinados especificamente para a atividade, atuando por certa de quatro horas para a fixação de cada pá. Para manter o avanço das obras, a Neoenergia adotou um rígido protocolo de saúde e segurança que inclui testagem dos colaboradores para Covid-19, uso obrigatório de máscaras e distanciamento. 

Investimento em energia limpa 

O Complexo Eólico Chafariz faz parte da estratégia de expansão de geração eólica da companhia no Brasil. Até 2022, quando os novos parques entrarão em operação, a companhia vai triplicar a sua capacidade instalada dessa fonte, atingindo 1,6 GW. Está em construção também o Complexo Eólico Oitis, com 12 parques entre o Piauí e a Bahia e 566,5 MW de potência, que será o maior da Iberdrola na América Latina. Juntas, as obras devem gerar cerca de 3 mil postos de trabalho no Nordeste. 

Chafariz possui ainda sinergia operacional com mais dois empreendimentos da Neoenergia. Um deles é a usina solar Luzia, primeira planta de geração fotovoltaica de grande porte da companhia, que está em fase de licenciamento e deve ter as obras iniciadas no segundo semestre de 2021 e ser inaugurada em 2022. O outro é a linha de transmissão Santa Luzia, adquirida pelo grupo no leilão 002/2017 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), cuja implantação gerou mais 750 empregos na região. ​


Informações Relacionadas