07/01/2021

Neoenergia estreia no Índice Carbono Eficiente da B3

    reconhecimento


  • Sim
  • Sim
  • Sim


 

A Neoenergia passou a integrar pela primeira vez a carteira do Índice Carbono Eficiente (ICO2), da B3, que tem vigência até 30 de abril de 2021. A nova carteira é a 11ª e reúne 62 ações de 58 companhias que atuam em 22 setores, todas pertencentes ao IBrX 100 – as detentoras das 100 ações mais negociadas na Bolsa de Valores. O índice tem como objetivo estimular as discussões sobre as mudanças do clima no país.

“A estreia no ICO2 B3 apenas um ano e meio após o IPO é um reconhecimento do compromisso da Neoenergia com as ações de descarbonização da economia e o combate às mudanças climáticas. Atuamos em toda a cadeia do setor elétrico brasileiro e nossos investimentos são focados em energia limpa, contribuindo com a redução das emissões de gases do efeito estufa", afirma Renato Rocha, superintendente de Relações com Investidores da Neoenergia.

Pioneira na transição energética no Brasil, a Neoenergia tem como prioridade a expansão da geração de energia limpa. Até 2022, a capacidade instalada dos seus parques eólicos será triplicada, atingindo 1,6 GW e chegando a 90% da produção do grupo a partir de fontes renováveis. Entre os principais projetos para os próximos dois anos, estão a conclusão dos maiores complexos eólicos da companhia no Brasil, Chafariz (PB) e Oitis (BA e PI), e a estreia na geração solar centralizada, com a operação da usina fotovoltaica Luzia (PB), que terá potência de 149,3 MWdc.

Além disso, a empresa tem investido em áreas como mobilidade elétrica, com a aquisição de uma frota de veículos elétricos para uso administrativo e a instalação da primeira eletrovia do Nordeste, com 1.100 quilômetros de extensão ligando Salvador (BA) a Natal (RN). Alinhada ao posicionamento global do seu acionista controlador, o grupo espanhol Iberdrola, a Neoenergia está engajada com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas.

A Neoenergia também passou a integrar, em janeiro de 2021, a 16ª carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) B3 – Brasil, Bolsa, Balcão. A carteira reúne 46 ações de 39 companhias de 15 setores que, juntas, somam R$ 1,8 trilhão em valor de mercado. As empresas que compõem o índice representam aquelas que possuem as melhores práticas de sustentabilidade corporativa, considerando governança, transparência e práticas sociais e ambientais.

Quero:

Informações Relacionadas