Inventário de Gases do Efeito Estufa

  • Sim
  • Sim
  • Sim



O  Inventário de gases de efeito estufa (GEE) faz parte de uma série de medidas realizadas pela Neoenergia para combater as mudanças climáticas. No documento, é possível identificar as oportunidades e construir as estratégias necessárias para alcançar a meta de neutralizar as emissões de carbono até 2050, entre elas, o investimento em energias renováveis, que correspondem a 86,8% da capacidade instalada de geração da Neoenergia. Além disso, o inventário auditado proporciona transparência e credibilidade aos dados, promovendo aprimoramento contínuo na gestão ambiental.

O levantamento, realizado de acordo com as diretrizes do Programa Brasileiro GHG Protocol, abarca a geração de energia da Neoenergia em renováveis (eólica e hidráulica), liberalizados (térmicas) e redes (transmissão e distribuição). A intensidade de emissão da Neoenergia em 2019 foi de 70 gramas de Co2 por quilowatt/hora de energia gerada, o que está abaixo da meta global para 2030 de 100 gramas de CO2 por Mwh gerado estabelecida pela Iberdrola, grupo do qual a empresa faz parte. Foi a primeira vez que o inventário entrou para o registro público de informações do GHG, reforçando a atuação da Neoenergia com a transparência e a divulgação de suas informações.

OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

A Neoenergia tem como foco principal o ODS 7, voltado a assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todos, além do ODS 13, que visa tomar medidas urgentes para combater a mudança climática e seus impactos. A partir disso, toma atitudes relacionadas à descarbonização e eletrificação da economia que contribuem com a eficiência energética, reduzem as emissões de CO², favorecem a adoção de energias renováveis, impulsionam a revitalização e digitalização do setor de energia, além de melhorar a rentabilidade das empresas.


Quero:

Informações Relacionadas